segunda-feira, 4 de julho de 2016

Organizações se unem para pressionar candidatos por “Cidade dos Sonhos”

Projeto entrou no ar na última quarta-feira (22); resultados serão entregues para os partidos no dia 15 de agosto, véspera do início da propaganda eleitoral gratuita


Foto: Divulgação Purpose/JOão Lacerda
video



Preocupados com os efeitos das cidades nas mudanças climáticas do Planeta, 20 organizações sociais se uniram para pressionar candidatos às prefeituras de todo o país a se comprometerem com políticas públicas que preservem o meio ambiente. Por meio do projeto “Cidade dos Sonhos”, elas criaram uma plataforma online para que os cidadãos votem em questões ligadas à mobilidade, energia, áreas verdes e resíduos sólidos. Os resultados serão disponibilizados aos partidos no dia 15 de agosto.
O projeto lançado na última quarta-feira (22) foi desenvolvido pela Purpose, uma agência que usa a tecnologia para ações coletivas – tanto online quanto nas ruas. No Cidade dos Sonhos, o cidadão escolhe estado e cidade – qualquer um dos 5.570 municípios brasileiros – e vota em temas como redução de impostos para quem consome energia limpa, prioridade para o transporte coletivo, plantio de árvores e coleta seletiva de lixo.

Respostas fechadas

A ideia da iniciativa é influenciar a discussão política para que esses temas apareçam durante o período eleitoral e possam ser absorvidos como parte das propostas dos candidatos. O perfil do projeto é de respostas fechadas. Por isso, a aposta está em bandeiras já defendidas em cidades ao redor do mundo, principalmente as europeias, mas que ganharam destaque após tomar as ruas de Nova Iorque, durante a gestão do prefeito Michael Bloomberg. Essas bandeiras também ganharam cidades brasileiras, como São Paulo e Curitiba, mas ainda enfrentam resistências na população de uma forma geral.
“Sabemos que alguns dos sonhos colocados ali vão ser polêmicos e vai ter uma parcela refrataria a eles. Por isso, a ideia é trazer o máximo de informação possível sobre a importância deles para cidades inovadoras e sustentáveis”, defendeu Gabriela Vuolo, responsável pelo desenvolvimento e implementação das campanhas da Purpose no Brasil.

Nas ruas

Além do engajamento virtual, estão previstas atividades de rua em parceria com o Engajamundo, uma organização de liderança jovem. Até as eleições municipais, 15 cidades brasileiras receberão ações como vagas vivas, flashmobs, palestras abertas ao público, coleta de sonhos e oficinas de bombas de semente.
Já está previsto que a partir de 15 de agosto, os candidatos às prefeituras de São Paulo, Rio de Janeiro e Recife serão pressionados mais de perto por esses movimentos. De acordo com Gabriela, isso não quer dizer que outras cidades não terão o mesmo movimento. Isso porque o projeto vai criar ainda um kit de mobilização, que poderá ser utilizado em qualquer município.
“Essas 15 cidades têm núcleos do Engajamundo e terão atividades de rua. A partir de agosto, vamos trabalhar nessas três cidades mais ativamente porque não temos braço para todo o país. Mas todos os municípios terão seus dados organizados e isso será disponibilizado.”

“Cidade amaldiçoada”

A ideia do projeto é conseguir o maior número possível de respostas positivas aos temas que as organizações, movimentos sociais e coletivos da sociedade civil organizados nele acreditam ser o ideal para o futuro das cidades. Por isso, ir contra essas ideias dará um resultado nada agradável para o cidadão que assim o fizer.
Por exemplo, se você vota negativo para a diminuição nas vagas públicas de estacionamento, uma caixa se abre com o texto: “é impossível continuar garantindo que todos os automóveis possam ser estacionados. A taxa de motorização triplicou em 20 anos: de 184 carros para cada mil habitantes em 1997, fomos para 515/1000 habitantes em 2015”. A partir daí o usuário tem duas opões, mudei de ideia ou votar não.
Após votar em todos os itens, a plataforma dá um resultado de cidade de acordo com as suas escolhas. A cidade dos sonhos é obtida se você dar “positivo” para a maioria dos itens. Mas se a pessoa optar por negativo em todos os itens, o resultado não é nada animador: “Cidade amaldiçoada. Duas escolhas tornarão nossas cidades terríveis. Conselho carinhoso, acorda! Ninguém merece viver dentro de um pesadelo”.

Fonte: Gazeta do Povo

Nenhum comentário:

Postar um comentário